Camilo no espírito da Web 2.0 ?

Camilo Castelo Branco interpela-nos na maioria dos seus livros, interroga-nos, coloca questões, procura saber, pede esclarecimentos, vai respondendo e aguarda a réplica e a refutação nalgum jornal. Gosta da Polémica, vive das lutas verbais, das argumentações sem fim. Com parte da sua obra digitalizada, e disponível no Wikipedia, podemos finalmente retorquir, bem ao gosto de Camilo, disponibilizando os nossos comentários e a nossa argumentação, os nossos contributos e artigos, só possível com a interacção da Web 2.0.

Na Brasileira de Prazins, no P.S. final, interroga-nos Camilo: “O leitor pergunta: – Qual é o intuito científico, disciplinar, moderno, deste romance? Que prova o conclui? Que há aí proveitoso como elemento que reorganize o indivíduo ou a espécie? Respondo: Nada, pela palavra, nada. O meu romance não pretende reorganizar coisa nenhuma. E o autor desta obra estéril assevera, em nome do patriarca Voltaire, que deixaremos este mundo tolo e mau, tal qual era quando cá entrámos.
São Miguel de Seide, Dezembro de 1882.”

link para Brasileira de Prazins – na Wikipedia aqui.
O melhor de Camilo está neste romance. Estou a reler, para comentar e rebater a parte de que deixamos o mundo tal e qual como quando cá entramos!
Brevemente o wiki “Camilo 2.0” !

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: