Exorcismos

Marta, a Brasileira de Prazins, obrigada a casar com o tio milionário vindo do Brasil, continuava a sonhar com o seu amado José Dias de Vivalva, morto pela tuberculose.
Marta sofria, por causa desta situação, de “melancolia depressiva”, aborrecida de uma casamento sem amor, via e sentia o verdadeiro amado em todos os lugares.
Por esta razão o Frei João, padre, faz-lhe inúmeros e espectaculares exorcismos. Camilo descreve-os soberbamente.
Deve-se a isto o facto de Camilo ter lido Frei Cândido de Brognolo (através da adaptação do Frei José de Jesus Maria, 1725) acerca dos exorcismos.

Ler na Wikisource uma cena de um exorcismo

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: