A Guerrilha literária de Eça de Queiroz — Camilo Castelo Branco

A Biblioteca Municipal da Póvoa do Varzim assinalou no 25 de Novembro, o aniversário de Eça de Queirós. Para tal, apresentou duas obras, da autoria de Campos Matos, subordinadas à vida desse ícone da literatura portuguesa.

Começando por se referir ao livro ‘A Guerrilha Literária de Eça de Queiroz — Camilo Castelo Branco’, publicado pela editora António Maria Pereira, Campos Matos revelou o que efectivamente separa esses dois escritores:
“Eça não supera o sentimentalismo piegas de Camilo”, sentimentalismo, aliás, considerado absolutamente insuportável por outros escritores como é o caso de Miguel Torga. Outra característica identificada por Campos Matos foi o desejo de perfectibilidade de Eça que Camilo não tinha, nem podia ter, porque a sua situação económica bem como o drama da cegueira que o atacou o não permitiam.
Queirosiano por excelência, o autor confessou ainda que nesta obra denota especial simpatia por Camilo onde a ironia e o humor são usados para avaliar as relações literárias entre ambos.

Fonte: Jornal Póvoa Semanário

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: