Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘Teatro Camiliano’

Read Full Post »

Read Full Post »

Bonecos  do teatro de marionetas Maria Moisés, que estará disponível em Outubro  na Casa de Camilo

Read Full Post »

O Alpendre – Grupo de teatro estreou em Dezembro, a paródia intitulada “Sangue do Meu Sangue”, a partir da leitura do escritor Camilo Castelo Branco e de Fernando Gomes.

“O sangue, perdão, o dinheiro dos Barros tem de ficar na família Barros” – em poucas palavras Valter Peres, presidente da direcção do Alpendre – Grupo de Teatro, descreve o novo trabalho que estreia na próxima sexta-feira, dia 11 de Dezembro.

A paródia intitulada “Sangue do meu Sangue”, a partir da leitura de Camilo Castelo Branco e Fernando Gomes, sobe ao palco da sede do Alpendre com nove personagens.

O responsável explicou ao nosso jornal que a encenação estará centrada nos estereótipos que cada actor representará ao longo da peça que tem a duração de pouco mais de uma hora, revelando-se um estímulo e um desafio à interpretação dos actores.

“Queríamos integrar personagens para trabalhar noutros registos”, conta Valter Peres.

“Sangue do Meu Sangue” enquadra-se, assim, no processo, iniciado em Janeiro, data da entrada em funções de um novo elenco directivo liderado por Valter Peres, de captação e fidelização de público.

“Estamos na fase de criação de espectadores, de encenar espectáculos para o grande público”, disse ao jornal “a União”, o responsável pelo grupo de teatro.

A escolha de uma encenação cómica – a segunda este ano – está relacionada, disse, com o facto de possuir uma interpretação mais acessível da peça.

“Sem facilitismos, é um espectáculo de fácil compreensão”, explicou Valter Peres, adiantando que, após fidelizar o seu auditório o grupo de teatro escolherá outros registos teatrais nos seus futuros projectos.

Mas, o objectivo, refere o presidente da direcção, é obter o sucesso da última peça, “Jantar de Idiotas”, que esgotou nove espectáculos na sede do Alpendre e que partiu em digressão para o Auditório da Praia da Vitória e para o Coliseu Micaelense.

Humberta Augusto

Fonte: A União jornal online

Read Full Post »

“As Perdições de Camilo” é uma viagem que proporciona a quem nela embarca vários elementos de aprendizagem com aspectos biográficos de Camilo Castelo Branco, bem como o contexto em que esta figura viveu. De facto o texto, criação do Bica Teatro, está orientado para que o espectador descubra o que menos se conhece deste autor e da sua obra.
Enfim, uma forma divertida que parte da desmistificação do lado mais escuro e pesado de um Camilo que se diz Branco, mas que também teve as suas…perdições!
Ficha Artística

Recolha de textos – Bica Teatro

Encenação e Interpretação: Paulo Patraquim
Adereços/Cenografia: Susana Barreiros
Público: Variável
Lotação: Variável
Duração: 45 m
Apoio: Biblioteca Municipal de Sintra / C. M. de Sintra
Fonte : Bicateatro

Read Full Post »

Novidades do ateliê: Amo-te escrita…

Nesta 2ª visita os alunos do 4º ano foram até ao Centro de Estudos Camilianos conhecer a história do livro “Amor de Perdição” de Camilo Castelo Branco (através da visualização da leitura encenada da obra)

Fonte: blogue Escola EB1 de Fontelo

Read Full Post »

Patrícia Rizzo interpreta textos do Amor de Perdição de  Camilo Castelo Branco, e o poeta Álvaro Alves de Faria comenta:

Ve: UOL

Read Full Post »

Older Posts »

%d bloggers like this: